Buscar
  • Vetsaoboaventura

Vacinação em cães: importância e curiosidades

Atualizado: 27 de Ago de 2019



Uma das principais formas de cuidado que podemos ter com os nossos peludinhos é a vacinação. As vacinas criam anticorpos em nossos animaizinhos para que eles possam se defender de várias doenças, algumas delas gravíssimas.


Abaixo estão as principais vacinas para os cães:


1 – POLIVALENTE: V10 (déctupla)

2 – GRIPE

3 – GIÁRDIA

4 – RAIVA


QUADRO DE VACINAÇÃO PARA CÃES:



* Caso o animal seja mais velho (porém saudável) e ainda não tenha sido vacinado é só contar 30 dias a partir da primeira dose da vacina polivalente para seguir com as demais aplicações.


** O ideal é de que além dos reforços anuais destas quatro vacinas, fosse feito um reforço semestral especificamente contra a leptospirose.


Geralmente as clínicas veterinárias contam com uma carteira de vacinação para você não ficar perdido quanto a essas datas.


Nunca é demais lembrar que vacinas são capazes de prevenir e não de curar. Se o seu pet foi diagnosticado com alguma dessas doenças listadas acima ou se possui algum outro animal já doente no mesmo ambiente, não adianta vaciná-lo depois. Por isso, previna. O tratamento costuma ser muito custoso, tanto financeira quanto emocionalmente.


OUTRAS CURIOSIDADES:


A quantidade de doenças que a v10 (déctupla) previne:

A v10 (ou déctupla) é assim chamada pois possui 10 antígenos diferentes. No total ela protege o seu pet contra sete doenças diferentes.

  • Parvovirose

  • Cinomose

  • Coronavirose

  • Hepatite infecciosa canina

  • Adenovirose

  • Parainfluenza canina

  • Leptospirose canina*.

* A vacina V10 cobre sete doenças, sendo que a leptospirose canina possui quatro subtipos: canicola, grippotyphosa, pomona e icterohahemorrhagiae.


Anti-rábica:


A anti-rábica é uma vacina obrigatória em todo o Brasil. Antes de viajar de ônibus e de avião é solicitado a carteira de vacinação. É proibido viajar com um cachorro que não esteja vacinado contra a raiva.


O medicamento contra a dirofilariose (verme do coração) não é uma vacina.


Ao contrário do que muitos pensam, não existe uma vacina contra o verme do coração. O fato do medicamento contra a dirofilariose ser aplicado em uma injeção é que gera essa confusão. É importante lembrar que esse medicamento tem durabilidade de um ano.


Passear com o cachorro:


As vezes a ansiedade é enorme. Mas espere. Os cachorros só são considerados imunizados após 21 dias contados a partir da última dose das vacinas requisitadas pelo seu veterinário. Contando a partir do nascimento do seu peludinho, o total de tempo a esperar antes de passear é de aproximadamente 3 meses e meio. Acredite, vale à pena esperar.






© Desde 1981

  • Veterinária São Boaventura
  • Veterinária São Boaventura