Buscar
  • Vetsaoboaventura

Cinomose: A doença viral que mais mata cães no mundo.


Sem rodeios, pessoal. A cinomose é uma doença viral extremamente grave e altamente contagiosa que acomete os nossos cães. Os peludinhos de saúde mais sensível, leia-se frágil, tais quais filhotes e idosos, estão mais expostos ao vírus, é claro. Mas a verdade é que esse vírus atinge a todos. Aos adultos igualmente. E caso um cão sobreviva a essa doença, é bem provável que ele tenha sequelas pelo resto da vida. Um ponto importante a ser ressaltado é que a cinomose é uma doença sazonal. Isso quer dizer que nós veterinários percebemos um crescimento no número de casos da doença em uma determinada época do ano.



COMO É CONTRAÍDA A DOENÇA?


O vírus da cinomose acomete especificamente os cães, não atingindo os gatos nem os seres humanos. Esse vírus passa de cachorro para cachorro e as principais possibilidades de transmissão são:


1- O contato entre os peludinhos. Ex: Um cachorro saudável e outro já contaminado;

2- O contato do pet com objetos infectados. Ex: Uma cama, um pano ou um brinquedinho que possa estar infectado com o vírus;

3- O passeio na rua. Uma vez que o vírus sai pelas fezes e pela urina, pode ser que seu pet ao passear pise em cima de algum excremento contaminado.


QUAIS OS SINTOMAS?


A cinomose ataca geralmente três sistemas: 1- o sistema digestório; 2- o sistema respiratório; 3- o sistema nervoso central. O animal pode começar com uma febre ou simplesmente uma apatia, passando para um quadro de diarreia e vômito. Podem surgir secreções no focinho ou nos olhos do seu pet, pequenas remelinhas que podem evoluir para uma conjuntivite.



O animal está propenso a desenvolver também um quadro de tosse e espirro que talvez acarrete em uma pneumonia. O andar descoordenado e as crises de convulsão são os sintomas da fase da doença que ataca o sistema nervoso central. Os sintomas aqui descritos não ocorrem necessariamente nessa ordem, ok? E nem precisam ser todos esses sintomas também.

É sempre complicado falar sobre sintomas em cães e gatos uma vez que febre, tosse, vômito e diarreia por exemplo, surgem como sintomas em um grande número de doenças, algumas delas gravíssimas e outras não. O seu cão vomitou então ele está com cinomose? Não! Ao menos não necessariamente. O importante é estar ciente sobre o histórico do seu pet, isto é, se ele está vacinado, a idade que ele tem, se algum cachorro próximo a ele já foi diagnosticado com cinomose ou até mesmo veio a falecer por causa da doença, etc.


COMO DIAGNOSTICAR?


Leve o seu peludinho a um veterinário para uma consulta. Ele examinará o seu animalzinho e procederá da melhor maneira para fechar diagnóstico o mais rápido possível.


COMO TRATAR?


Diferentemente das bactérias que podem ser combatidas com antibióticos, não existe um medicamento específico para combater os vírus. O que pode ser tratado é o sintoma. Infelizmente, grande parte dos peludinhos não conseguem responder bem ao tratamento e acabam vindo a óbito.


COMO PREVENIR?


O melhor jeito de combater e cinomese é, na verdade, prevenindo-a. A vacina é o melhor maneira de prevenir o seu peludinho contra essa doença grave. Se o seu cãozinho ainda é um filhote, só saia com ele para um passeio depois que ele tenha completado o ciclo de vacinação. Se o seu cão já é adulto, trate de manter a vacinação dele sempre em dia.

© Desde 1981

  • Veterinária São Boaventura
  • Veterinária São Boaventura