Buscar
  • Vetsaoboaventura

Raiva em caes e gatos

Atualizado: 20 de Ago de 2019

Primeiro pessoal, o que é a raiva?

A raiva não é só um sentimento agressivo que nos invade e nos perturba alterando o nosso humor. Há uma doença viral aguda que nós também chamamos de raiva. Essa doença é uma zoonose que acomete a todos os mamíferos, ou seja, é uma doença que pode passar de animais para seres humanos e vice-versa. Além de ser uma zoonose, o vírus da raiva costuma levar suas vítimas a óbito. Para vocês terem uma ideia do quão perigoso é esse vírus, são raríssimos os casos de seres humanos que foram infectados e sobreviveram (mas não sem sequelas). Já no caso de infecções em animais, simplesmente não há registro de sobreviventes.

Como a raiva é transmitida?

O vírus da raiva é transmitido pela saliva do animal e geralmente ocorre através de mordeduras, arranhões e lambeduras. Os arranhões são específicos para os felinos uma vez que eles costumam lamber seu corpo todo, inclusive as patas que é onde suas unhas se escondem.

Para cães e gatos, os principais transmissores da doença são animais silvestres previamente infectados como morcegos, gambás e macacos.

Sintomas

O vírus da raiva compromete o sistema neurológico dos mamíferos que pode manifestar um ou mais desses sintomas abaixo:

Cegueira

Ptialismo ou sialoreia (produção excessiva de saliva)

Agressividade

Convulsões.

Paralisia (perda total da força e da contração muscular)

Paresia (disfunção ou interrupção dos movimentos de um ou mais membros do corpo)


Por causa da alteração de humor que leva o animal a se tornar agressivo e do excesso de saliva em sua boca é que essa doença viral ficou conhecida como raiva.

Em caso de seres humanos, os sintomas dessa doença fatal podem demorar meses para surgir. Já em outros animais, esses sinais clínicos podem aparecer mais rapidamente. Algo em torno de duas semanas. Mas vai depender bastante da espécie e do corpo do animal.


Morcegos: a excessão

Os morcegos são os únicos portadores assintomáticos dessa doença. O que isso quer dizer? Quer dizer que o morcego pode estar com a raiva mas o vírus não progride (fazendo com que sintomas apareçam) nem o mata. Ele simplesmente fica lá, hospedado. Justamente por isso, os morcegos têm um papel importante na disseminação do vírus da raiva.

Então o que é pra fazer, pessoal? Sair matando morcego por aí porque ele pode conter o vírus da raiva? NÃO!

Se você reside em áreas rurais ou em áreas urbanas com grande população de morcegos, mantenha os seus pets sempre vacinados.

Mito

Algumas pessoas acham que todos os animais silvestres ou animais de rua possuem o vírus da raiva. O que não é verdade. Qualquer animal precisa ter sido infectado antes para poder contrair o vírus. Logo, se você viu seu pet entrando em contato com algum animal silvestre ou brigando com algum animal de rua, o melhor que você tem a fazer é procurar um médico veterinário.

Tratamento

A raiva não tem cura, pessoal. Todos os tratamentos são paliativos, isto é, só servem para amenizar os sintomas e atenuar o sofrimento do seu pet. Não existe nenhum tratamento que de fato agrida o vírus e combata-o. Logo, a melhor maneira de proteger o seu peludinho contra esse vírus é vacinando-o.



Prevenção

A frase que mais repetimos nesse blog é: A melhor forma de proteger o seu pet contra uma doença é prevenindo-o. E a melhor forma de prevenir o seu pet contra a raiva é através da vacinação contra o vírus da raiva.

Dúvidas? Procure o seu veterinário!

Por último e não menos importante, vale ressaltar que a raiva só está controlada porque a vacinação está em dia, pessoal. Se pararmos de vacinar nossos animais, pode ser que ela retorne.


Um abraço e até a próxima! ;)

© Desde 1981

  • Veterinária São Boaventura
  • Veterinária São Boaventura