Buscar
  • Vetsaoboaventura

6 dicas para ajudar você a cuidar do seu cão de idade avançada.


Se tudo correr bem, chegaremos lá, nessa fase da vida em que temos mais experiência que força, mais o que dizer do que energia para nos expressar. Se tudo der certo, ficaremos velhos. Um brinde, então, a ela: à velhice!


É claro que podemos chegar à terceira idade não tão bem de saúde como esperávamos. A velhice, bem como os demais períodos da nossa existência, são a consequência dos momentos anteriores da nossa vida até esse momento.


No mesmo caminho seguem os nossos pets. E uma velhice saudável dependerá de uma vida inteira saudável. O cuidado é constante e o amor também! ;) Se tudo correr bem, vocês poderão ter a felicidade de ver o seu pet envelhecer. Os pelos dele ficando grisalhos perto dos olhos e do focinho, as corridas ficando menos intensas e aumentando os tempos de descanso... e por aí vai. Desaceleração não é doença. Velhice também não. Mesmo uma velhice saudável traz consigo outros desafios para os tutores. Os cuidados aumentam porque o peludinho vai ficando mais frágil e com o temperamento mais complexo. Para ajudar você a lidar com essa fase tão linda quanto delicada da vida do seu pet, nós iremos te dar seis dicas importantíssimas. Se liga:

1 – Passeios e mobilidade

Quanto aos passeios, o segredo aqui é estar atento ao seu pet. Você pegou a coleira e ele não se animou nem um pouco? Leve-o ao veterinário. Tá tudo certo com ele? Então talvez seja só a idade batendo na porta mesmo. Está no meio do passeio e ele já não está puxando a coleira, ou já está dando meia volta? Leve-o pra casa. Entendeu? O cuidado é estar atento a esses movimentos sem cortar a rotina de atividades e brincadeiras. A propósito, é importantíssimo manter essa rotina. Ela só precisará ser reajustada ao longo do tempo.

De maneira mais ampla, é toda a mobilidade do seu pet que irá reduzir-se gradativamente. Mesmo em casa ele irá andar menos e descansar mais. Deixar o bebedouro e o comedouro perto da caminha dele é algo que ajuda seu peludinho a se locomover menos. Se for possível, deixe a caminha perto também do lugar onde ele faz as necessidades. Seria ótimo.


2 – Mais horas de sono

Em idade avançada, os corpos dos nossos pets demoram mais para se recuperarem de uma atividade física e se cansam mais rápido também. É natural que ele durma mais pois o corpo dele precisará de mais tempo para se recuperar. Aprenda a respeitar as sonecas mais longas do seu pet.


3 – Alimentação

O processo de digestão do seu pet também será mais lento. Ele também não absorverá tanto os nutrientes como antes. Consulte um veterinário para trocar a ração do seu pet. Rações para cães idosos costumam ser mais moles por causa dos dentinhos deles que também vão ficando mais frágeis.

Fique atento se o seu cão está comendo a ração mesmo. Por exemplo: você colocou a ração para ele comer no momento em que normalmente ele já estaria com fome e nada foi comido. Até aí tudo bem, pode acontecer alguma indisposição. Mas se esse período exceder 24h, leve ao veterinário assim que puder.


4 – Visitas regulares ao veterinário

Sabe aquele check-up de rotina? Então, com o passar dos anos, o seu pet precisará ir mais vezes ao veterinário. Ele precisará fazer exames periódicos pra saber se está tudo bem. O ideal é levá-lo ao veterinário de 6 em 6 meses. Em idade avançada, quanto antes um problema de saúde for detectado, melhor.


5 – Temperamento

Cães mais idosos podem não se dar muito bem com outros cães. Principalmente se ele não os conhecer, pior ainda se forem muito novos e agitados. Os pets velhinhos se movimentam menos e tendem a ficar mais na deles, quietos. Com a presença de cachorros mais “brincalhões”, os pets de mais idade podem se sentir acuados e perturbados, podendo se comportar de maneira agressiva. Fique atento à postura do seu peludinho em um encontro com outro pet durante o passeio ou durante uma visita na sua casa. Se ele se mostrar hostil, tome providências antes que algo de ruim possa acontecer.


6 – Paciência, atenção e carinho

Mais de uma vez foi dito aqui para você ficar atento ao seu pet. É isso. Fique atento. Ter atenção é cuidar também. Isso junto a uma boa dose de amor, carinho e paciência será a combinação perfeita para você curtir essa jornada com o seu pet.


Até a próxima! ;)

© Desde 1981

  • Veterinária São Boaventura
  • Veterinária São Boaventura